OITO MANEIRAS DE OUVIR O QUE O SEU CORPO QUER



OITO MANEIRAS DE OUVIR 
O QUE O SEU CORPO QUER
Através de Louise Hay, Ahlea Khadro e Heather Dane
20 de Outubro de 2014


A Intuição ou a sua voz interior está aí para apoiá-lo a se mover em direção ao seu bem mais elevado. Embora os sintomas sejam apenas uma maneira com que o seu corpo lhe fala, há muitas outras maneiras que o seu corpo ou a sua vida poderia lhe falar. Além disto, cada pessoa é diferente quando se trata de como ela consegue estes sinais.

Aqui estão algumas maneiras pelas quais a sua orientação interior pode lhe sinalizar:

SENTIMENTOS

Algumas pessoas se referem a eles como “intuição”, ou obter uma “boa ou má vibração”. Você pode não saber qual seja exatamente o sentimento: poderia ser muito vago, como algo que pareça ruim, desconfortável, ou “não adequado”. Ou maravilhoso, enaltecedor ou “adequado”.

EMOÇÕES

Semelhante aos sentimentos são as emoções mas, para alguns, elas têm diferenças sutis. Você pode experimentar uma emoção que pareça surgir inesperadamente. Talvez, você tenha pensado em algo ou alguém pouco antes que esta emoção se manifestasse. Ou, talvez, você entrasse em um local e sentisse a emoção.

Embora as emoções, como os sintomas, parecessem como se elas fossem realmente nossas, lembre-se de verificar e ver como esta emoção está lhe falando. Ela pode estar lhe dizendo que algo está ou não alinhado com o seu bem maior.

Há anos, por exemplo, Heather estava caminhando e, de repente, sentiu-se deprimida. Seu primeiro pensamento foi: Não estive deprimida há anos, assim, por que estou me sentindo desta maneira?

Enquanto ela estava em sintonia, percebeu que não era sua a emoção – ela veio de uma mulher pela qual ela tinha acabado de passar, que estava sentada na varanda e falava ao telefone. Heather sentiu algumas coisas sobre esta mulher e a sua vida e lhe enviou a energia do amor. A depressão desapareceu imediatamente.

Naquele momento, Heather começou a pensar em todos aqueles anos em que ela tivera depressão, perguntando-se o que realmente lhe pertencia e o que ela estava assimilando dos outros. Como você pode ver, se não aprendermos a diferença, poderemos ficar presos ou nos apegarmos às emoções que não são nossas.

PERCEPÇÃO EXTRA-SENSORIAL

A percepção extra-sensorial é uma categoria de habilidades intuitivas que inclui a telepatia (a capacidade de ler os pensamentos das pessoas), a clarividência (a capacidade de ver o que está acontecendo em outro lugar), a premonição (a capacidade de prever o futuro), a retrocognição (a capacidade de ver coisas que aconteceram no passado), a psicometria (a capacidade de tocar algo e obter informações) e a mediunidade (a capacidade de canalizar os espíritos).

SINTOMAS

Estes poderiam ser qualquer sensação física, tais como um formigamento, calafrios, energia, dor, “um buraco no estômago”, dores, leveza e assim por diante.

Uma das maneiras mais fáceis para perceber isto, é ver como você se sente quando está com diferentes tipos de pessoas. Observe se você se sente normal (isto é, como você se sente geralmente), energizado, ou drenado.

Se você se sentir consistentemente drenado com certas pessoas e observar mais atentamente como se sente em relação a elas, poderá perceber que elas não são adequadas para você. Alguns professores se referem a estas pessoas como “vampiros de energia”. Gostamos de considerá-las como não estando alinhadas com o que você precisa em sua vida.

PENSAMENTOS

Algumas vezes, você pode pensar em algo e é realmente a sua intuição que o está guiando. Um exemplo disto é quando Heather começou a se recuperar da bulimia. Ela iria perceber que ela pensaria na comida quando não estava se sentindo fisicamente com fome. Ela considerava isto como um comportamento alimentar desordenado, como se “ela não conseguisse parar de pensar em comida.”

Em uma semana observando os seus pensamentos em relação a isto, ela compreendeu que após 30 minutos de ter um pensamento sobre o alimento, seu açúcar no sangue caía tão drasticamente que ela ficava em emergência de açúcar no sangue. Neste ponto, seu corpo estava com tanta fome que ela sentia como se nenhuma quantidade de alimento pudesse resolver a fome. O excesso de alimentação pode ser muito comum como uma forma de trazer o corpo de volta ao equilíbrio confortável, quando a taxa de açúcar no sangue fica muito baixa.

O que estava acontecendo é que o sistema digestivo de Heather não tinha se curado o suficiente para que o seu corpo tivesse os sinais corretos de fome, nas horas certas. Um inchaço em seu intestino delgado enviava um sinal de plenitude quando o seu estômago estava realmente com fome.

O que ela percebeu é que o seu corpo estava compensando os seus problemas digestivos, usando os seus pensamentos para enviar o sinal de “hora de comer”. Ela começou a se alimentar quando ela pensava em comida e isto funcionou maravilhosamente, até que o seu sistema digestivo ficasse curado.

Veja, nossos corpos nos amam! Quando julgamos os sinais que estamos obtendo como “errados”, ou “ruins”, nós perdemos a oportunidade de permitir que os nossos corpos nos guiem para uma melhor saúde.

PALAVRAS

Louise foi sempre incrível em ouvir as palavras que as pessoas usam e compreender como elas atuam em seus pensamentos e crenças. Ela viu o relacionamento entre como elas falam e como as coisas acontecem em suas vidas.

Ouvir as palavras que você usa, além das palavras que outras pessoas usam, é outra maneira que você pode obter uma intuição do que está ou não funcionando para você. Por exemplo: Você se encontra dizendo coisas como: ”Isto é muito difícil”. “Eu não suporto isto” “O corpo começa a enfraquecer aos 40 anos”, ou “Será que eles nunca me aceitarão?”

Se você está dizendo coisas como estas, pode ser o momento para você observar os seus sistemas de crenças e ver como pode mudá-los, de modo que possa se amar mais. Lembre-se de usar palavras amorosas – seu corpo está ouvindo. Ouça as suas palavras: usar afirmações e fazer o trabalho do espelho pode ajudar a mudar os pensamentos que você tem e as palavras que usa para aqueles mais amorosos.

SONHOS

Para algumas pessoas, os sinais vêm nos sonhos. Sigmund Freud, o pai da psicanálise, acreditava que os sonhos se ligavam à mente inconsciente. De acordo com alguns pesquisadores, ele pode ter tido razão.

Em um estudo, os amnésicos (aqueles que possuem uma perturbação da memória), sem a memória consciente do seu passado, teriam memórias do seu passado quando eles sonhavam. Estudos como este, levaram os cientistas a acreditar que quando sonhamos, estamos acessando partes do nosso cérebro que não usamos com frequência quando em vigília.

Se você não tem certeza de que medidas deve tomar em sua vida, peça antes de dormir que tenha um sonho sobre o próximo passo que você pode dar. Outra ótima maneira de trabalhar com os seus sonhos é anotá-los quando despertar e se perguntar qual é o significado que eles têm para você.

Há muitos livros sobre interpretações de sonhos que você pode usar, se quiser aprender mais. Ao mesmo tempo, certifique-se de prestar atenção a estas interpretações, de modo que possa aprender a linguagem dos seus sonhos.

PADRÕES

Algumas pessoas obtêm sinais através de eventos recorrentes. Talvez, alguém que fale sobre um livro que ele gosta e, então, mais duas pessoas comentam com você sobre este mesmo livro. Este tipo de padrão poderia ser um sinal para analisar o livro. Ou talvez, você continue a ter a mesma experiência inúmeras vezes, mas em situações diferentes.

Observe os padrões que continuam e acontecer em sua vida, sejam as circunstâncias que ocorrem, coisas que as pessoas continuam a lhe dizer, ou situações em que você continua se encontrando. Estes são sinais que podem ajudá-lo a agir em sua vida.

Por favor, respeite todos os créditos ao compartilhar
http://stelalecocq.blogspot.com/2014/10/oito-maneiras-de-ouvir-o-que-o-seu.html
www.LouiseHay.com
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yhoo.com.br
Grata Regina!

Extraído de: http://stelalecocq.blogspot.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

HORÁRIOS DOS 12 MERIDIANOS PRINCIPAIS

CLORETO DE MAGNÉSIO P.A. - O SANTO REMÉDIO

OMBRO DOLOROSO E SEU TRATAMENTO COM ACUPUNTURA