OS ÓRGÃOS E EMOÇÕES - 5a. PARTE: PO - A ALMA DO PULMÃO




Nesta 5a. parte, abordaremos o Po e o uso dos cristais radiônicos no ponto B42 - Porta para a Alma do Corpo.

O Pulmão controla o Qi e a respiração. Encarrega-se também da ventilação e purificação do ar e da canalização das vias da água. O Qi é o comandante do sangue porque a circulação do sangue é dependente do impulso do Qi. Ao mesmo tempo, como o Pulmão tem a função de regular a circulação da água por seus condutos e caso o Pulmão venha a falhar, as vias da água se obstruem. Se o pulmão perder a função de propulsão e descendência da água, a fleuma e a umidade estancam, ascendem e transformam a Mente, podendo provocar enfermidades mentais.

Uma boa condição do Pulmão indica que as sensações e os movimentos serão claros e definidos. 

A tristeza, o lamento ou o luto com pesar debilitam diretamente o Pulmão, desabrigando a Alma Corpórea – Po – causando confusão e apatia. Essas emoções exercem efeitos energéticos fortes manifestados diretamente pela respiração devido a dissolvição do Qi. Os sintomas patológicos são dispnéia, voz fraca, palidez cutânea, alergias.

O processo da respiração é a pulsação da alma corpórea e depende da vitalidade do Qi. A dificuldade no processo de recepção do Qi dos Céus resulta na produção de um fraco Wei Qi, ou seja, a energia de defesa fica fraca propensa a invasões de patógenos externos. A nível interno essa debilidade manifesta-se pelo sentimento de posse, dificuldade de rompimento com padrões antigos, sensação de vazio interior. Quando o indivíduo é capaz de romper padrões antigos, a vida passa a ter significado e qualidade.

O medo da mudança é um aspecto associado a deficiência do Qi do Pulmão. Isso explica o apego a estereótipos, padrões rígidos de comportamento, atitudes.

O Intestino Grosso é conhecido como o “Dreno dos Resíduos”. Age eliminando a matéria física e os líquidos do corpo através das fezes. Além da eliminação material, é responsável pela eliminação de toxinas mentais e emocionais, permite a liberação do acúmulo, do que não serve mais. Por outro lado, uma falha no peristaltismo do Intestino Grosso pode gerar constipação (estagnação), o que pode dificultar a função descendente do Qi do Pulmão, gerando a dispnéia. Além da dificuldade de se desprender de antigos padrões, o indivíduo com a mente congestionada pelas toxinas mentais e emocionais, principalmente geradas pela tristeza apresenta pessimismo e sentimentos negativos.

O Po, em relação com o Pulmão, é a parte da consciência mais corporal, que determina as ações e reações do organismo destinadas a permitir escolher, sem intervenção da mente, o que é útil para a sua sobrevivência e a recusar o que é prejudicial. Se expressa nos instintos primários (sucção, deglutição), e mais particularmente no instinto de conservação, vinculado ao apego inconsciente ao corpo. Está simbolicamente muito próximo do sangue, como o Hun está para o Qi. 

Sua deficiência energética origina uma perda do instinto de conservação, vulnerabilidade e desinteresse. Quando o Po está perturbado por um excesso, se observa um estado obsessivo por segurança unido a um medo do futuro.

A Alma Corpórea é a parte mais física e material da Alma Humana e está intimamente relacionada com a essência.

Enquanto o elemento Terra representa nossa mãe interna, o elemento Metal representa nosso pai interno, nossa conexão com os Céus, dando um sentido de qualidade à vida e propósitos mais elevados. Um Po forte significa espiritualidade alerta e animada. A recepção do Qi Celestial, energia pura mantém nossa conexão com o Altíssimo e nossas experiências espirituais chegam ao êxtase, a revelação do divino em nós.

O uso dos Cristais Radiônicos

Quando o indivíduo está com queixa de desinteresse pela vida, tristeza, pesar, luto,  forte apego a lembranças do passado, nostalgia, intoxicação mental, não consegue usar a voz em tom firme, fala baixa, sussurante, crises de tosse ao se expressar, dificuldade de conexão espiritual, ataques mediúnicos, insegurança e medo do o, problemas com o pai interno, uma boa opção é utilizar no tratamento o ponto B42, conhecido como a Porta para a Alma do Corpo.

O B42 está localizado a 3 cun laterais à linha mediana posterior, na altura da margem inferior do processo espinhoso da TIII. Suas funções energéticas são de nutrir o pulmão, diminuir a respiração ofegante e a tosse, tranquilizar o espírito Po, tornar permeável o canal de energia e conduzir o calor do pulmão para fora.

Utilizo este ponto com os cristais radiônicos colados no gráfico mãe da seguinte maneira:

1. faço a âncora: neste processo gosto de adesivar um cristal radiônico no ponto Yin tang para acalmar e facilitar a visualização na tela mental, ajuda o paciente a dissolver o bloqueio emocional que originou o problema.

2. equilibro os 5 elementos pela aurícula.
3. adesivo um mini gráfico mãe com 3 cristais radiônicos colados, invocando mentalmente a Santíssima Trindade: "Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo" no ponto B42.

O efeito deste cuponto é a recuperação da conexão com os aspectos espirituais mais profundos a reconexão com seu pai interno. A recepção do Qi dos Céus fica mais amplificada, a respiração se acalma, tosse desaparece e o timbre da voz torna-se claro. Os sentimentos de pesar e tristeza são liberados por um choro forte e aliviador, o Qi desce. Há facilidade de desapego das lembranças do passado, confiança e segurança para o futuro e interesse pelo presente.

Uma boa dica terapêutica: aconselho a prática do Yoga para ajudar na respiração através de pranayamas, técnica yogue de controle da respiração que mantém a mente tranquila e no agora.

Alguns pacientes podem apresentar muita resistência em se desapegar de suas lembranças do passado, principalmente se a tristeza se tornou profunda. Uma dica é associar com o B42 o acupunto B13 para um estímulo energético mais forte, profundo e libertador. 

O tempo de permanência do gráfico com os 3 cristais radiônicos adesivados em B42 é até o retorno combinado, onde o paciente relatará sua evolução.

Amados, 
espero ter contribuido com essa experiência.

Amor e Luz,
Eu Sou Andréia.

Na 6a. e última parte deste artigo, abordaremos o Zhi, a alma dos rins.

Extraído do TCC "Experiências Clínicas com o Uso dos Cristais Radiônicos em Distúrbios Emocionais", Moreira, A., 2011
Respeite os créditos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

HORÁRIOS DOS 12 MERIDIANOS PRINCIPAIS

CLORETO DE MAGNÉSIO P.A. - O SANTO REMÉDIO

OMBRO DOLOROSO E SEU TRATAMENTO COM ACUPUNTURA