ACUPUNTURA E PSIQUISMO




ACUPUNTURA E PSIQUISMO

 
Na MTC temos a relação das emoções como fatores causadores de doenças. Extremos emocionais afetam a circulação do Qi em toda rede de meridianos levando como conseqüência estados de plenitude e/ou deficiência nos Zang Fu.

Huang Ti, mais conhecido como Imperador Amarelo, há aproximadamente 4.500 anos atrás apresentou em sua obra a Nei Jing Su Wen a compreensão que alma e corpo estão relacionados.
Citando algumas brilhantes passagens do Nei Jing, selecionamos:

Capítulo I – Tratado sobre a Verdade Natural nos tempos Antigos
“Uma vez, o Imperador Amarelo dirigiu-se a T´ien Shih, o mestre divinamente inspirado, nos seguintes termos:

- Ouvi dizer que nos tempos antigos as pessoas viviam mais de um século e mesmo assim permaneciam ativas e não se tornavam decrépitas nas suas atividades. Hoje em dia, porém, as pessoas só vivem metade desses anos e mesmo assim tornam-se decrépitas e débeis. É porque o Mundo muda de geração para geração? Ou será porque a espécie humana está a negligenciar as Leis da Natureza?

E Ch´i Po respondeu:
- Antigamente, essas pessoas que compreendiam o Tao (caminho do autodesenvolvimento) moldavam-se de acordo com o Yin e o Yang (os dois princípios da Natureza) e viviam de harmonia com as artes da adivinhação. Havia temperança no comer e no beber. As suas horas de levantar e recolher eram regulares e não desordenadas e ao acaso. Graças a isso, os antigos conservavam os seus corpos unidos às suas almas, a fim de cumprirem por completo o período da vida que lhes estava destinado, contando cem anos antes do passamento.

Hoje em dia, as pessoas não são assim; utilizam o vinho como bebida e adotam a temeridade e a negligência como comportamento habitual. Entram na câmara do amor em estado de embriaguez; as paixões exaurem-lhes as forças vitais; o ardor dos desejos malbarata-lhes a verdadeira essência; não são hábeis na regulação da sua vitalidade. Devotam toda a atenção ao divertimento de seus espíritos, desviando-se assim das alegrias da longa vida. Levantam-se e deitam-se sem regularidade. Por tais razões só chegam a metade de cem anos e degeneram.

Na antiguidade mais remota os ensinamentos dos sábios eram seguidos pelos que se encontravam abaixo deles. Os sábios diziam que a fraqueza, as influências insalubres e os ventos nocivos deviam ser evitados em ocasiões específicas. 

Sentiam-se tranquilamente satisfeitos no nada e a verdadeira força vital acompanhava-os sempre, preservavam dentro de si o vigor vital primitivo. Assim, como podia a doença acometê-los?

Reprimiam a vontade e reduziam os desejos; os seus corações estavam em paz e sem qualquer medo; os seus corpos labutavam e, contudo, não sentiam fadiga. O seu espírito respeitava a harmonia e a obediência, estava tudo de acordo com os seus desejos e conseguiam o que quer que desejassem. Achavam excelente qualquer espécie de comida e qualquer espécie de vestuário os satisfazia. Sentiam-se felizes em todas as circunstâncias. Para eles, não importava que um homem ocupasse na vida uma posição elevada ou inferior. A homens assim se pode chamar puros de coração. Não há desejo capaz de tentar os olhos destas pessoas puras e a sua mente não pode se desencaminhada pelos excessos nem pelo mal.

Numa sociedade assim, quer os homens sejam sensatos, quer idiotas; quer virtuosos, quer maus, não têm medo de nada, estão em harmonia com o Tao, o Caminho Certo. Por isso, os antigos viviam mais de um século e permaneciam ativos e sem se tornarem decrépitos, porque a sua virtude era perfeita e nada jamais a punha em perigo.”

A origem da palavra psicossomática vem do latim psique que significa alma e soma que significa corpo. 

São inseparáveis. A influência emocional no delicado equilíbrio energético humano pode se tornar um fator gerador de doenças como também um fator gerador de saúde. Tudo dependerá de como o indivíduo reagirá diante a circunstância. A energia comporta-se conforme a vontade.
Somos todos um. A dicotomia alma/corpo leva a interpretações diagnósticas errôneas e lineares sobre o processo saúde e doença ocasionando apenas o tratamento sintomático, negligenciando assim a raiz do desequilíbrio energético.

O espírito é afetado pelas emoções intensas e prolongadas. Embora o efeito seja primeiros sobre Shen, Zhi, Po, Hun, Yi seus respectivos órgãos e vísceras serão também acometidos. O Qi se manifestará de forma desequilibrada. 

O psiquismo é yin e depende da energia yang para se manifestar. Atua com a energia yang para se abastecer. É uma relação mútua, onde influencias orgânicas afetam o psiquismo e o psiquismo afeta o organismo. Como podemos concluir, dicotomizar essa relação é não compreender o ser humano de forma holística e não compreender que somos energia. 

Extraído do Trabalho de Conclusão de Curso: "Experiências Clínicas com o Uso dos Cristais Radiônicos em Distúrbios Emocionais", Moreira, A., São Paulo, CEATA, 2011

Amor e Luz,
Eu Sou Andréia
Ao compartilhar, por favor respeite os créditos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

HORÁRIOS DOS 12 MERIDIANOS PRINCIPAIS

CLORETO DE MAGNÉSIO P.A. - O SANTO REMÉDIO

OMBRO DOLOROSO E SEU TRATAMENTO COM ACUPUNTURA