OS ÓRGÃOS E AS EMOÇÕES - 3a. PARTE - O SHEN: A ALMA DO CORAÇÃO



Nesta 3a. parte, abordaremos o Shen e o uso dos cristais radiônicos no ponto B44 - Sala do Espírito

O coração controla o sangue e os vasos. O sangue (Xue) é a principal base material das atividades mentais do corpo humano; por essa razão, o Coração também é responsável pelo controle das atividades mentais.

O coração é considerado o principal órgão de controle das atividades mentais e que generaliza a função fisiológica do cérebro. O espírito, a consciência, a memória, o raciocínio e o sono são todos dominados por essa função do coração. 

Segundo a MTC, o Coração é a residência da mente, que depende do yin e do sangue para enraizar. O Coração equilibrado, o sangue é abundante e a atividade mental flui com normalidade, a emoção alegria é calma, a consciência é coerente, a memória e os pensamentos são bons, o sono é tranqüilo. O Coração desequilibrado, o sangue é deficiente, a atividade mental é afetada, ocorre à amnésia ou lapsos de memória, insônia, estados de inconsciência, a alegria sofre de extremos. Alegria demais, mais comumente conhecida como euforia perturba o Qi do Coração e desencadeia a subida do Fogo do Coração, desenvolvendo insônia e enxaqueca. Essa manifestação patológica do Qi pode provocar estados de vazio-calor devido o fogo ser um elemento de subida rápida e expansiva. Esse estado de vazio-calor gera depressão.

Podemos concluir que a boa atividade da mente depende da boa nutrição energética do Coração e  de sua delicada relação com o sangue. O sangue é o transportador do Qi e da felicidade.

A nível emocional está no Coração a base do indivíduo para construir seus relacionamentos. 

Desenvolve a habilidade de nos relacionarmos com outras pessoas, a espontaneidade, a expressão do amor e ternura, a comunicação, o idealismo, o otimismo, ser o centro das atenções.

Por outro lado, se o Qi do Coração apresentar deficiência, a habilidade de relacionar-se com o próximo fica distorcida e até patológica. Todo o calor provocado pelo bom funcionamento do Coração dá lugar a frieza, angustia, insensibilidade, reações de brutalidade, falta de controle interno principalmente quando o Shen é acometido, insônia, desespero interno, choro transitório, sentimento de rejeição.

Assim podemos perceber que o Coração é o Imperador, é nele que reside o Espírito, pois ele controla o sangue e os vasos sanguíneos, considerados a principal base material das atividades mentais do corpo humano, por isso ele tem uma importância central na administração das atividades mentais. Sob o seu comando os outros órgãos e vísceras administram suas respectivas atividades. Mas somente pela organização do todo se tem o Espírito em paz, já que a desorganização significa a inadaptabilidade.
O Pericárdio é considerado a cobertura externa para o Coração, protegendo-o de fatores externos. Possui funções iguais as do Coração e seus acupontos são extremamente influentes sobre o estado mental e emocional, principalmente para tratar dificuldades de relacionamentos com outras pessoas. Os chineses da dinastia Han comparavam o Pericárdio como “os empregados civis e deles podem vir alegria e prazer”.
Pode ser descrito como o Controlador Supremo, o que serve como elo espiritual entre o Céu e a Terra. Decide o que deve entrar e o que deve sair.  A deficiência do Qi do Pericárdio provoca falta de distinção e de percepção da realidade. A mágoa torna-se evidente.

Outra característica importante do Pericárdio encontra-se em relação à sexualidade. Segundo Ross (1994) a sexualidade é a parte exterior do Coração (Pericárdio) e se encarrega de transmitir as ordens do Coração, administra as atividades emocionais disfunção de qualquer órgão exerce influência negativa nas atividades mentais. A anormalidade das atividades e funções de outras vísceras e órgãos influi nas atividades mentais, influência que necessariamente se produz através do Coração (incluindo CS) e o cérebro. O desequilíbrio desta relação induz o indivíduo a ter uma percepção limitada e até traumática de sua sexualidade e prazer. Não se permite doar durante o ato sexual. Protege ao extremo sua intimidade, levando a muitas vezes ter relacionamentos pobres e baseados na má nutrição de sua carência interna. São relacionamentos a base de cobranças e frequentemente insatisfeitos.

O Pericárdio atua como intermediário do Coração e dos Rins. Age intimamente com o Ming Men conectando o Qi deste ao Coração. Essa conexão promove harmonia entre o Qi hereditário e adquirido e a essência. Essa conexão harmônica é expressa pela tranqüilidade mental e espiritual.

O Intestino Delgado possui a função de separar o puro do impuro. Influencia na capacidade de distinguir qual o caminho a seguir, ou seja, a capacidade da lucidez.

É comparado nos textos antigos como o “responsável por receber e fazer as coisas se desenvolverem”. Requer energia yang, ou seja, calor.

Além de sua função fisiológica de separar o material puro do impuro em relação aos alimentos, o Intestino Delgado também atua na discriminação do puro e do impuro em relação a nutrição mental, emocional e espiritual. A incapacidade dessa função torna o indivíduo confuso, mentalidade dispersa, incapacidade de tomar decisões e/ou dificuldade de avaliar o vai fazer, tendência à ambivalência, tendência à pureza excessiva. Nos relacionamentos, o Qi movimenta-se excessivamente, numa inconstância de união e separação com o outro.

O Triplo Aquecedor é responsável pela abertura das passagens e sua irrigação. Regula os líquidos corporais.
É uma via de passagem da ascendência e descendência do Qi em suas mais diversas manifestações de um sistema para o outro, ou seja, possui a função de escoamento de substâncias. Move os líquidos através dos três aquecedores.

É considerado uma via para o Qi original – Yuan Qi. O Qi original reside no baixo abdome, entre os dois rins e se dispersa para os cinco sistemas yin – seis com o pericárdio – e para os seis sistemas yang através do Triplo Aquecedor, depois penetra nos doze meridianos principais e emerge nos pontos fonte.
O fogo ministerial – fogo que nasce no rim direito e que é fonte de calor para todos os sistemas – ascende pelo Portão da Vitalidade através do Triplo Aquecedor. Seu papel em fornecer calor para todo o corpo é crucial, pois concentra e protege todo o yang.
O papel do Triplo Aquecedor é manter o fluxo através dos três aquecedores e assim criar a harmonia. Textos chineses antigos referem que o Triplo Aquecedor é o “Oficial do Equilíbrio e da Harmonia”. 

Quando o Coração e/ou o Pericárdio estão em desequilíbrio, a harmonia é abalada e o indivíduo apresenta flutuações emocionais exageradas. Caminha de um extremo emocional a outro com facilidade. A moderação desta flutuação depende do bom funcionamento do Triplo Aquecedor.
O Shen, ou a Mente propriamente dita, em relação com o Coração, coordena o psiquismo e configura (como um organizador) o ser humano. Possui a função de supervisor dos outros espíritos.

É responsável pela coerência da personalidade e se expressa nos aspectos mais elevados da inteligência, particularmente a capacidade de manejar as situações e de adaptar-se o melhor possível ao meio que o rodeia, tomando partido das energias exteriores e interiores do organismo. Quando funciona corretamente, a mente está clara, o coração é sereno e o discurso é lógico.

Uma condição energética de deficiência desse sistema provoca um estado depressivo, timidez, incapacidade de ter uma percepção justa das situações, originando uma tendência a queixar-se sem cessar e, em casos graves, a uma desestruturação da personalidade. Quando o Shen está perturbado por uma condição de excesso, há euforia, incoerência, confusão.

O uso dos Cristais Radiônicos

Quando o indivíduo está poliqueixoso, verborragia, olha para os lados ao falar, dificuldade em dizer não para os outros, para dormir, muitos sonhos, ressentido e com dificuldade para perdoar, principalmente a si próprio, queixa de perda da memória, a boa opção é utilizar no tratamento o ponto B44, conhecido como a Sala do Espíritoou Salão do Espírito.

O B44 está localizado a 3 cun laterais à linha mediana posterior, na altura da margem inferior do processo espinhoso da TV. Suas funções energéticas são de regular o Qi no Triplo Aquecedor Superior e tornar permeável o canal de energia. Esse ponto tem uma poderosa ação de fortalecimento e estabilidade do espírito do coração.

Utilizo este ponto com os cristais radiônicos colados no gráfico mãe da seguinte maneira:

1. faço a âncora: neste processo gosto de adesivar um cristal radiônico no ponto Yin tang para acalmar e facilitar a visualização na tela mental, ajuda o paciente a dissolver o bloqueio emocional que originou o problema.

2. equilibro os 5 elementos pela aurícula.

3. adesivo um mini gráfico mãe com 3 cristais radiônicos colados, invocando mentalmente a Santíssima Trindade: "Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo" no ponto B44.

O paciente apresenta clareza mental, volta a falar olhando diretamente a você, fala pausada, memória recente clara e organizada. O Shen volta a residir em sua morada, portanto, volta o sono reparador, afinal, o sono depende do Shen assentado e consequentemente o paciente não será mais perturbado por sonhos excessivos. Consegue dizer não as pessoas sem se abalar, desapega-se dos ressentimentos, sociabiliza-se e principalmente, consegue perdoar o próximo e a sim mesmo. Costumo dizer que com o Shen assentado, o paciente larga o chicote.

O tempo de permanência do mini gráfico com os 3 cristais radiônicos adesivados em B44 é até o retorno combinado, onde o paciente relatará sua evolução.

Amados, 
espero ter contribuido com essa experiência.

Amor e Luz,
Eu Sou Andréia.

Na 4a. parte deste artigo, abordaremos o Yi, a alma do baço.

Extraído do TCC "Experiências Clínicas com o Uso dos Cristais Radiônicos em Distúrbios Emocionais", Moreira, A., 2011
Respeite os créditos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

HORÁRIOS DOS 12 MERIDIANOS PRINCIPAIS

CLORETO DE MAGNÉSIO P.A. - O SANTO REMÉDIO

OMBRO DOLOROSO E SEU TRATAMENTO COM ACUPUNTURA